Obra de Picasso é recuperada duas décadas após roubo

Essa semana, um “mistério” no mundo da arte foi solucionado: o quadro “Busto de Mulher”, do artista espanhol Pablo Picasso, que havia sido roubado em 1999, foi localizado em Amsterdã. A pintura, de valor praticamente inestimável, ao menos historicamente, vale no mercado, em média, 25 milhões de euros.

Durante as últimas décadas, estima-se que o quadro tenha passado por mais de 20 mãos, segundo o investigador de arte holandês Arthur Brand, responsável pelo heroico resgate da tela.

O verdadeiro proprietário da obra de arte era Abdul Mohsen Abdulmalik, xeque saudista que adquiriu a peça nos anos 1980, em Nova York.

Como em um roteiro de cinema, o quadro de Picasso foi roubado de seu iate, na França. A recompensa para quem o encontrasse beirava os 400 mil euros – e o xeque chegou a receber pelo seguro da tela.

O quadro está sendo analisado por um especialista de arte americano, na capital holandesa. Tudo indica que a preciosidade voltará para as mãos de seu legítimo dono. Dessa vez, com um caro e impressionante final feliz.

O investigador holandês Arthur Brand e a obra Busto de Mulher, de Picasso – Foto: Arthur Brand/AP