Jeremy Scott traz o cubismo de Picasso para a passarela, na Semana de Moda de Milão

Mais do que uma forma de expressão ou um estilo a ser seguido – ou perseguido – a moda é uma poderosa ferramenta de comunicação com o mundo. Nas últimas semanas de moda, vimos uma transposição importante das passarelas, que sempre abrigaram modelos magras e rígidos padrões estéticos, para um salto de maior representatividade e espaço para o ativismo.

E o processo criativo dos designers mais renomados também conta com um olhar apurado para o universo da arte – o mesmo, no qual, a própria moda se manifesta e se apropria, desde a Antiguidade.

Nesse cenário vale destacarmos a Moschino, label querida entre os fashionistas pelo lançamento de tantos hits e objetos must have (de desejo). Na Semana de Moda de Milão, Jeremy Scott, designer da marca, trouxe às passarelas um show inspirado no cubismo de Pablo Picasso, em uma coleção lúdica e irreverente, fazendo do ato de se vestir uma oportunidade para o entretenimento e, sim, para a comunicação.

Entre as peças inspiradas no pintor espanhol estão blazers com ombreiras, saias e mangas em três dimensões e silhuetas abstratas – Imagem: Fashion Network/Reprodução

Entre as peças inspiradas no pintor espanhol estão blazers com ombreiras, saias e mangas em três dimensões e silhuetas abstratas. “Guernica”, “El Matador”, as referências ao artista eram muitas e havia máscaras e luvas com marcas cinza e pretas, toureiros com roupas brilhantes e dançarinos de flamenco. Nos acessórios, muito ouro.

Quem esteve presente no desfile se surpreendeu do início ao fim, pois as modelos trajavam quadros – sim, isso mesmo – seus corpos viraram telas para contar uma história, inspirar desejos e encantar. Ponto para a arte, ou seria também esse o papel da moda?

“Guernica”, “El Matador”, as referências ao artista eram muitas, incluindo uma modelo trajando um quadro – Imagem: Fashion Network/Reprodução

O estilista mergulhou no universo artístico com um olhar mais vibrante. E a música foi o fio condutor de toda essa experiência de emoções e sentimentos. A filha da artista Cindy Crawford, que recentemente completou 18 anos, desfilou parecendo como violão cubista e a modelo Irina Shaik estava com um body amarelo com desenho de violino e carregava partituras.

A música foi o fio condutor de toda essa experiência de emoções e sentimentos – Imagem: Fashion Network/Reprodução

 

Kaia Gerber desfilou parecendo como violão cubista – Imagem: Fashion Network

As irmãs Hadid – sensação atual no mundo fashion – não poderiam ficar de fora: Bella desfilou como a icônica personagem Pierrot e Gigi foi a noiva do Fashion Show.

Bella Hadid desfilou como a icônica personagem Pierrot – Imagem: Fashion Network/Reprodução
Gigi Hadid foi a noiva do Fashion Show – Imagem: Fashion Network/Reprodução