Exposição traz obras raras de Mario Cravo Neto

Um dos primeiros fotógrafos contemporâneos brasileiros a obter ampla consagração internacional, Mario Cravo Neto (1947-2009) é um artista polivalente. Seu trabalho como fotógrafo, escultor e desenhista é destaque na exposição “O Estranho e o Raro”. A mostra conta com 52 obras e ficara exposta até o dia 13 de julho, gratuitamente, no Anexo Millan, em São Paulo.

Fotos e instalação de Mário Cravo Neto | Créditos: Paulo Freitas

Seus trabalhos abordavam especialmente as práticas religiosas (catolicismo e candomblé) da cidade de Salvador. Essas imagens revelam grande densidade dramática e caráter ficcional, próprio de uma investigação acurada da linguagem fotográfica. No entanto, “O Estranho e o Raro” traz itens que nunca foram exibidos e estavam sob guarda do Instituto Moreira Salles (IMS-SP).

Fotografias de Mário Cravo Neto | Créditos: Paulo Freitas

A mostra passeia pelo início da trajetória de Mario Cravo Neto, quando o fotógrafo passou uma temporada em Nova York. Além disso, as obras foram selecionadas por Christian Cravo e Bené Fonteles, filho e amigo do artista soteropolitano.

Uma das fotos de O Estranho e O Raro | Divulgação

Serviço
Onde: Anexo Millan – Rua Fradique Coutinho, 1416, Vila Madalena – São Paulo
Quando: até 13 de julho | Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 11h às 18h.
Entrada gratuita