Em Cuba, Luiz Armando Bagolin é o único brasileiro a participar de evento sobre história da arte

Notícias boas merecem ser compartilhadas: Luiz Armando Bagolin, professor do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB-USP), vai participar do V Colóquio Internacional de História da Arte da Universidade de Havana, entre os dias 9 e 11 de abril, evento relacionado à XIII Bienal de Havana, principal evento de arte de Cuba.

Encontro vai oferecer espaço de intercâmbio e troca de experiências entre os participantes, elevando o pensamento crítico sobre a realidade da América do Sul – Foto/Reprodução

O grande destaque – e motivo de orgulho – é o fato de Bagolin ser o único brasileiro entre os participantes do Colóquio, que são especialistas em arte e história.

O evento realizado na Faculdade de Artes e Letras propõe, neste ano, o tema “Arte antihegemónico y resistência cultural em Nuestra America” (Arte Anti-hegemônica e resistência cultural em nossa América, em tradução literal) e propõe contribuir com o pensamento e as práticas artísticas, especialmente pela comemoração dos 500 anos da cidade de Havana.

Luiz Armando Bagolin é o único representante brasileiro entre os participantes do Colóquio, especialistas em arte e história – Foto/Divulgação